O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

GOLPE ESCONDIDO COM TUDO DE FORA

A Bolívia já tem o seu Guaidó. Aliás, uma. Chama-se Jeanine Añez e autoproclamou-se presidente da República depois de se autoproclamar presidente do Senado numa sessão sem quórum. Diz-se que tudo decorreu segundo a Constituição. Diz-se até que todo o golpe que destituiu o presidente eleito com mais de 47% dos votos, Evo Morales, foi “de acordo com a Constituição” e em nome da “democracia”. Portanto, o golpe não foi um golpe, apesar do terrorismo e dos pronunciamentos militares, porque deu os resultados que os “democratas” pretendiam: para já, entronizar uma usurpadora.

GANHOU EVO, GANHOU A BOLÍVIA!

Evo Morales foi reeleito presidente da Bolívia e o seu partido, o Movimento para o Socialismo (MAS), conquistou as maiorias absolutas na Câmara dos Deputados e no Senado. A vitória presidencial foi conquistada na primeira volta, pois Morales teve mais de 40% dos votos e uma vantagem superior a 10 pontos percentuais (10,1) sobre o seu principal rival, uma das condições exigidas pelas leis bolivianas. A oposição, que se diz democrática, recusa-se a aceitar os resultados, como acontece normalmente num quadro onde estão sempre presentes as pressões golpistas dos Estados Unidos.

O MUNDO NAS MÃOS DE UM TRIUNVIRATO FASCISTA

A humanidade e o planeta estão nas mãos de um triunvirato de energúmenos, indubitavelmente potenciais serial killers, que rodeiam o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Não há qualquer maneira de dourar a pílula. Michael Pence, vice-presidente, Michael Pompeo, secretário de Estado, e John Bolton, conselheiro de Segurança Nacional associam mentalidades políticas fascistas a comportamentos em realidades paralelas nas quais a vida humana não tem qualquer valor.

NEOLIBERALISMO, FUNDAMENTALISMOS E PREGADORES

Religião, Estado, fé e política, uma mistura abusiva que serve de base a nações, a instituições que governam o mundo e que assenta na manipulação do espírito humano.

A TEIA DA ARANHA-ARMADEIRA - O GOLPE BOLSONARIANO

Quase duas semanas depois da segunda volta das eleições presidenciais brasileiros, feitos os primeiros balanços, começa a estar claro que o golpe concretizado através de Jair Bolsonaro resulta de uma estratégia organizada de tomada de poder pelo neofascismo recorrendo à manipulação do fenómeno endémico da corrupção com apoio com o sector da justiça já corrompido. E assim a anti-política toma conta da política para defender os "humanos direitos", como diz Hamilton Mourão, o general que vai assumir a vice-presidência e terá como "ministro da Cultura" um actor pornográfico.

CHOCAM-SE OVOS DA SERPENTE NO URUGUAI

Também no Uruguai começam subir de tom as ameaças fascistas, negando que tenha havido ditadura fascista no país

MALSONARO, OU A REINVENÇÃO DO FASCISMO NO BRASIL

Armas, fundamentalismo religioso, redes sociais: o Brasil reinventou o fascismo com Bolsonaro

FASCISMO AVANÇA EMPURRADO PELA COMUNICAÇÃO SOCIAL

Organizações religiosas como as igrejas evangélicas, com um poder financeiro incalculável que lhes permite movimentar poderosos meios de comunicação, são determinantes nas eleições brasileiras e na ascensão do fascismo

Iniciar sessão

Recuperar password

goto top