O LADO OCULTO - Jornal Digital de Informação Internacional | Director: José Goulão

O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

Assinar

QUANDO OS TRATADOS SE ASSINAM PARA SEREM VIOLADOS

Os aviões Tornado da Força Aérea italiana, com base em Ghedi, podem usar armas nucleares - sob comando dos Estados Unidos

2020-08-12

É suposto que a assinatura dos tratados internacionais implica o respectivo cumprimento. Nisso assenta – ou melhor, deveria assentar – uma ordem internacional na qual cada Estado respeita os compromissos assumidos perante os outros e as instâncias internacionais. Não é assim, porém, que as coisas funcionam: a Itália, por exemplo, assinou o Tratado de Não-Proliferação de armas Nucleares e possui armas nucleares no seu território, o que viola o compromisso assumido. Na verdade, trata-se de uma certa forma displicente de olhar a legalidade internacional muito corrente entre Estados membros de instituições como a NATO e a União Europeia. Sendo o caso de Itália, como muito bem sabemos, não a excepção mas sim a regra.

Conteúdo exclusivo.

O conteúdo que está a tentar visualizar é exclusivo para Assinantes.

fechar
goto top