O LADO OCULTO - Jornal Digital de Informação Internacional | Director: José Goulão

O Lado Oculto é uma publicação livre e independente. As opiniões manifestadas pelos colaboradores não vinculam os membros do Colectivo Redactorial, entidade que define a linha informativa.

Assinar

A GUERRA DÁ-SE BEM COM A PANDEMIA

A economia desmoronou-se. Uma pandemia que através dos Estados Unidos matou até agora (oficialmente) mais de 87 mil pessoas também já provocou cerca de 36 milhões de pedidos de seguro de desemprego e faz milhões de pessoas recorrer aos bancos alimentares pela primeira vez. Apesar disso, os negócios estão a prosperar num sector improvável: os fabricantes de armas estão mais ocupados do que nunca e multiplicam anúncios procurando dezenas de milhares de trabalhadores.

DECADÊNCIA DO IMPERIUM AMERICANUM

Um cisne negro é a imagem muitas vezes usada para designar um acontecimento inesperado com grandes consequências. O ano de 2020 já nos trouxe dois até agora: a pandemia de COVID-19 e o colapso dos preços do petróleo. Cada um terá poderosas consequências para o Imperium Americanum. E ainda há um ninho de cisnes negros que estão a ser chocados.

VENEZUELA TRAVA INVASÃO DE MERCENÁRIOS

O ministro do Interior, Justiça e Paz da Venezuela, Néstor Reverol, revelou a neutralização pelo governo, no domingo 3 de Maio, da incursão de um grupo terrorista contra o país por via marítima, com origem na Colômbia e que, em lanchas rápidas, tentou um desembarque nas costas do Estado de La Guaira.

MAIS DINHEIRO PARA ARMAS DO QUE PARA A PANDEMIA

Na Itália martirizada pela tragédia do novo coronavírus as despesas militares anuais são superiores à verba aprovada pelo Parlamento para combater a emergência sanitária. Faltam camas de hospitais, mas Itália possui os mais modernos caças F-35 norte-americanos, a preços de uma fortuna por unidade. Isto acontece numa Europa em que os Estados Unidos prosseguem as manobras militares em plena crise e onde podem fazer cada vez mais o que entenderem.

PENTÁGONO TENTA ESCONDER AS DESPESAS DE GUERRA

O Departamento da Defesa dos Estados Unidos (Pentágono) está a actuar discretamente junto do Congresso para poder abolir a versão não classificada do Programa de Defesa para os Próximos anos (FYDP), exigida por lei desde 1989.

ESTRATÉGIA RUSSA AMEAÇA PETRÓLEO NORTE-AMERICANO

As empresas petrolíferas norte-americanas estão lívidas de pânico ao inteirar-se de que a Rússia não fará cortes na sua produção. Há uma típica estratégia russa por detrás do anúncio de que Moscovo se negou a estabelecer um acordo para reduzir a produção de petróleo proposta pela Arábia Saudita na recente cimeira da OPEP+ em Viena.

O MITO ATERRADOR DA GUERRA NUCLEAR LIMITADA

Existem muitos apoiantes influentes da guerra nuclear e alguns deles afirmam que o uso de armas de “baixo rendimento” e/ou de curto alcance pode ser assumido sem o risco de uma escalada para o Armagedão total. De certa forma, o seu argumento é comparável ao do grupo de optimistas de olhos em alvo que pensavam, aparentemente a sério, que poderia haver qualquer coisa como “rebeldes moderados”.

A NATO E A DIGNIDADE NACIONAL PERDIDA

Os exemplos sucedem-se, soltam-se do discurso oficial, passam pela comunicação social sem o menor sobressalto crítico e entranham-se na opinião pública como a mais inócua banalidade. Portugal já não governa os portugueses, o governo português delegou as decisões fulcrais sobre o destino dos portugueses em entidades, interesses e pessoas que não querem saber dos portugueses para nada a não ser como mão-de-obra barata ou membros de destacamentos armados envolvidos em policiamento colonial e guerras imperiais. A dignidade nacional esvaiu-se e chega perversamente a ser confundida com nacionalismo e populismo quando alguém ousa criticar o federalismo e a subserviência aos mecanismos imperiais.

NATO: MATAR É O MAIOR NEGÓCIO

Outro ângulo de abordagem da recente Cimeira da NATO: o do negócio. A NATO transformou a matança na normalidade vigente e fez disso o grande negócio que torna monstruosos os lucros do complexo militar e industrial que gere os Estados Unidos e comanda o império. E sendo essa matança “o maior negócio do Ocidente”, como escreve o analista geopolítico Peter Koenig, todos os argumentos são necessários para justificar a existência de uma aliança que, em boa verdade, não tem razões para existir – além de ser antidemocrática. Por isso, os “inimigos” são inventados para que o chorudo negócio da morte não morra.

NATO: DIVISÃO NAS PALAVRAS, UNIÃO NA GUERRA

Continuamos a publicar opiniões e reflexões sobre a Cimeira da NATO efectuada em Londres. O geopolitólogo italiano Manlio Dinucci reconhece que a reunião manifestou fracturas internas. Porém, em seu entender, essas divisões são secundárias perante os interesses comuns aos mais poderosos entre os aliados, que são reais, profundos e servem de suporte ao regime neoliberal e respectivo complexo militar e industrial implantado nas duas margens do Atlântico.

UNIÃO EUROPEIA FORNECE ARMAS COM ORÇAMENTO PARALELO

Chamam-lhe “Fundo Europeu para a Paz”, mas o objectivo pretendido é o de Bruxelas fornecer armamento letal a exércitos de países africanos com um orçamento paralelo ao da União Europeia, mas sob supervisão comunitária. A ideia tem um ano e foi discutida ao nível de embaixadores no dia 27 de Novembro.

POMPEO, OS F-35 E A CAÇA AOS INFIÉIS

A venda de caças F-35 esteve na ementa da viagem a Itália do secretário de Estado norte-americano, Michael Pompeo, ainda que o assunto não conste da lista oficial. O mesmo aconteceu com a deslocação ao Vaticano: não teve nada a ver com questões teológicas, mas sim com a tentativa de mobilizar a Santa Sé contra a China, Cuba, o Irão e a Síria.

ASSINANTES SOLIDÁRIOS

O reforço da Informação Independente como antídoto para a propaganda global.
Bastam 50 cêntimos, o preço de um café, 1 euro, 5 euros, 10 euros…

saber mais
RENOVAÇÃO DE ASSINATURAS

Estimado Assinante,

Se a sua assinatura está prestes a expirar e desejar renová-la deverá proceder como anteriormente: escolher a periodicidade e a forma de pagamento.
Pode igualmente aderir à nossa acção de "assinatura solidária", contribuindo assim para reforço dos conteúdos de O Lado Oculto e assegurando a sua continuidade.

Grato pelo seu apoio
O Colectivo Redactorial

fechar
goto top